Abstenção recorde na pandemia: Mais de 11 milhões de eleitores não votaram

O número de eleitores que não compareceu às urnas para votar no segundo turno no país foi recorde nessas eleições municipais.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, 29,47% dos eleitores deixaram de votar no segundo turno —o equivalente a mais de 11 milhões de pessoas.

A abstenção foi recorde também em capitais como Rio de Janeiro (35,45%) e São Paulo (30,7).

PT perto do fim
O PT não elegeu ninguém em uma capital pela 1ª vez desde a redemocratização. Desde as denúncias de corrupção e prisão do ex-presidente Lula, o partido só perdeu credibilidade.

As apostas do 2º turno eram: Marília Arraes, em Recife (PE); e João Coser, em Vitória (ES). Perdeu nas duas.

Neste ano 57 municípios tiveram 2º turno. O partido tinha 15 nomes na 2ª rodada de votação. Nas últimas eleições municipais, também foram 57 as cidades que definiram os prefeitos no 2º turno.

O PT disputava em 7. Era o ano do impeachment de Dilma Rousseff e auge da Lava Jato. Os petistas só conseguiram eleger 1 nome: Marcos Alexandre na capital Rio Branco (Acre).

Mas ele renunciou ao cargo em 2018 para disputar o governo estadual. E acabou perdendo. O auge da sigla de Lula nas capitais foi em 2004, quando conseguiu 9 capitais. Na época, a sigla detinha a Presidência da República.

Fonte Agência Congresso

0 Comentários

Deixe uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>